Wilson A. Ribeiro Jr.

Encontro em Samarra, de W. Somerset Maugham

O inglês William Somerset Maugham (1874–1965) foi novelista, contista e dramaturgo. Essa pequena história, inspirada em antiga lenda oriental e tradicionalmente intitulada The appointment in Samarra, constitui a parte final do drama Sheppey, representado pela primeira vez em 14/9/1933 no Wyndham's Theatre de Londres.

Tradução

SHEPPEY

No momento eu queria ter descido à Ilha de Sheppey quando o doutor aconselhou. Você não teria pensado em me procurar ali.

A MORTE

Havia um mercador em Bagdá que enviou seu servo ao mercado para comprar provisões. Pouco depois o servo voltou, pálido e trêmulo, e disse: Mestre, agora mesmo, quando eu estava no mercado, fui empurrado por ũa mulher da multidão; quando me virei, vi que era a Morte que me havia empurrado. Ela olhou para mim e fez um gesto de ameaça; ora, empreste-me seu cavalo e eu cavalgarei para longe desta cidade e evitarei meu destino. Irei para Samarra, e lá a Morte não me encontrará. O mercador emprestou-lhe seu cavalo e o servidor montou, fincou as esporas nos flancos dele e se foi tão rápido quanto o cavalo podia galopar. Então o mercador desceu ao mercado, me viu no meio da multidão e veio até mim, dizendo: Porque você fez um gesto de ameaça para meu servo, quando o viu esta manhã? Aquele não foi um gesto de ameaça, respondi, foi apenas um movimento de surpresa. Fiquei espantada ao vê-lo em Bagdá, pois esta noite eu tinha um encontro marcado com ele em Samarra.

Texto original +/-

Referência

W. Somerset Maugham, Sheppey - a Play in Three Acts. London: Heinemann, 1933 (final lines from the drama).

« Voltar

↑ ↑