Wilson A. Ribeiro Jr.

Tristeza, de Musset

Alfred de Musset (1810-1857), poeta romântico francês, publicou o soneto Tristesse em 1840.

Tradução

Eu perdi minha força, minha vida, meus amigos e minha alegria; perdi até a altivez que insinuava minha genialidade.
Quando descobri a Verdade, acreditei ser ela uma amiga; Quando a compreendi e senti, Já estava enfastiado dela.
E contudo ela é eterna, e aqueles que dela não precisaram Aqui em baixo tudo ingnoraram.
Deus fala, é preciso que respondamos. O único bem que me resta no mundo É ter algumas vezes chorado.

Texto original +/-

Referência

Alfred de Musset, Poésies nouvelles, Paris, Charpentier, nouv. éd.1854, p. 182.

« Voltar

↑ ↑